sábado, 2 de outubro de 2010

Entrevista com Rodrigo (Cursed Slaughter) e download da demo Hate Evolution!

Salve headbangers!
Hoje temos uma matéria especial, grande entrevista com um cara que está aí batalhando pela cena, baterista do Cursed Slaughter e Infected, Rodrigo Silva!
Após a entrevista, segue o link para download da demo do Cursed Slaughter, Hate Evolution, porrada na orelha e sangue nos zóio, vale muito a pena conferir!


Infernal Devastation: Olá Rodrigo, é um prazer fazer essa entrevista com você, nossa primeira entrevista do blog, creio que começamos muito bem! Conte-nos um pouco sobre a história da banda, como tudo começou...
Rodrigo: Vamos lá! a banda começou depois de 4 anos em que eu e meu irmão estavamos tocando Slayer, mas a gente tava meio de saco cheio de tocar covers.
Então resolvemos trabalhar em cima de um material nosso, chamamos ae o Dan p/ fazer os vocais e o Edgar p/ Baixo, depois de um tempo o Edgar saiu fora, gravamos a Demo, e o Fernando assumiu o baixo!
Agora estamos correndo ae por SP e interior p/ divulgar o nosso som, logo menos também estaremos entrando em estudio p/ registro do primeiro album.

ID: Como surgiu o nome Cursed Slaughter?
R: Porra, rsrs não tem nenhuma historia mirabolante! um certo dia resolvi ver como era Massacre Amaldiçoado no dicionario de inglês e gostei muito do nome hehe ae todos os caras acharam a ideia legal e ficou!

ID: Quais são as principais influências no som de vocês?
R: Cara, cada um traz uma influência diferente rsrs, mas acho que uma unanimidade é uma banda chamada F.K.U. que faz um crossover bem diferenciado, mas temos varias outras, S.O.D., M.O.D.,D.R.I., Testament, Discharge, Tankard, Megadeth, The Exploted, Misfits.
Hahaa se começar aqui vamos até amanhã, pq realmente são muitas rsrs


ID: Fale um pouco sobre o processo de composição e gravação da demo Hate Evolution.
R: Bom, a composição da demo foi toda feita entre os 3 integrantes na época, Eu, o Dan e o Ricardo.
Eu e meu irmão escrevemos todo o instrumental e o Dan chegava e encaixava as letras e as melodias vocais, foi bem bacana pq essas musicas representam bem o tipo de som o qual estamos tentando desenvolver, a gente busca trazer toda aquela energia do Hardcore p/ dentro do Thrash Metal, então apesar de termos elementos bem explicitos de Crossover tb temos uma veia muito forte de Thrash Metal que acaba se sobressaindo muito mais, acho que o a descrição mais proxima que ouvi do nosso som foi: "É crossover...mas não é muito obvio".
Quanto a gravação, foi uma experiência nova p/ todos nós, nós nunca tinhamos gravado em estudio antés.
Ainda que tenha sido uma gravação semi ao vivo, foi muito legal para sentirmos o clima de se estar registrando o material e depois ouvi-lo e poder ter uma noção REAL de como cada um de nós soa.
Embora o processo em si tenha sido bastante desgastante, o resultado final tem nos agregado muito.

ID: Como você vê a cena underground atualmente? A facilidade que temos hoje em dia é boa ou ruim pras bandas, de uma forma geral?
R: A Cena está viva, e está muito forte, temos bandas muito boas no cenario como o Madhouser, Infected, DKR, Bandanos, Bomb Threat, enfim, pouco tempo atrás o Dan organizou um evento chamado Demo(n) Fest, onde só tocaram bandas Underground e teve uma resposta muito boa do publico.
Quanto a facilidade, claro que hj vc ta em casa e consegue ouvir o som de qualquer banda através do MySpace, isso facilita muito, mas infelizmente nem toda a casa de shows abre suas portas para bandas BOAS, na maioria das vezes a prioridade é a banda cover, além de muitos roles priorizarem bandas que pagam p/ tocar, o que nós do Cursed consideramos um desrespeito com o musico.
Entendemos o lado do produtor que precisa de um retorno garantido, mas existem outras estategias além da de fazer a banda vender "cotas" de ingresso não é mesmo? Eles poderiam por ex. promover de forma realmente profissional o evento deles e chamar uma ou outra banda com mais nome para alavancar o publico, dessa forma bandas e produtor sairiam ganhando.
No quesito de produção de shows o interior de São Paulo ainda conta com os melhores produtores e o reflexo disso está nessa migração que se ve hoje de bandas batalhando por datas no interior paulista.

ID: Quais são os planos futuros da banda?

R: Bom, o Cursed está começando a conquistar seu espaço agora então estaremos até o final do ano fazendo o maximo possivel de shows, em janeiro estaremos entrando no estudio Da Tribo para a gravação do nosso primeiro album e então provavelmente cairemos na estrada rsrs e pretendemos fazer isso enquanto conseguirmos andar!
Tocar é um prazer foda p/ gente e demos sorte de encontrar pessoas com os mesmos objetivos para formar essa familia que a banda acabou se tornando.


ID: Alguma história engraçada ou bizarra que tenha acontecido com a banda nos shows, na estrada...?
R: Pô, apesar de o Cursed ser uma banda em que estamos sempre zuando um ao outro, sempre de bom humor e tal, não temos muitas situações que marcaram
nesse sentido!
Bom voltando bem no incio da banda, quando o Willian ainda tocava baixo p/ nós, no nosso segundo show ele começou a encher a lata muito antes de começarmos a tocar! apesar disso ele tocou o show todo sem maiores problemas, o bixo pegou mesmo depois! Ficamos assistindo as outras bandas da noite e quando nos demos conta o Willian tinha sumido, quando o achamos ele já tava muito mal, pediu p/ ficar no carro, gorfou na calçada, uma situação verdadeiramente deprimente! rsrs
Sempre acontece tb de no meio de uma musica ou outra eu deixar cair uma baqueta e tocar boa parte da musica com uma mão rsrs

ID: Fale um pouco também sobre o seu trabalho com o Infected.
R: O Infected já uma banda de peso no underground e nosso trabalho e cada vez mais reconhecido, no momento estamos finalizando a gravação de uma Demo nova e estamos preparando um material realmente foda! quem viver verá rsrs

ID: Muito obrigado pela entrevista Rodrigo, deixo esse espaço aberto para suas considerações finais, fique à vontade.
R: Agradeço a vocês ae pelo espaço, é sempre ver que tem um pessoal realmente interessado em dar uma força p/cenario Underground!
E quem teve saco de ler até aqui: OUÇAM NOSSA DEMO! hehe visitem nosso MySpace(www.myspace.com/cursedslaughter) vejam as datas de show, venham a um show nosso que com certeza vcs não irão se arrepender, se não tivermos nenhum show agendado para a sua cidade ainda, entrem em contato que estamos a todo o vapor nesse final de ano!
STAY CURSED!


DOWNLOAD DA DEMO HATE EVOLUTION
Megaupload
Mediafire


Espero que tenham gostado!
Grande abraço a todos!

3 comentários:

Dayane disse...

Olá Srs. Thrashers \../ mais um sabadão Underground...lendo essa entrevista muito bem elaborada pelo Sr. Banger Veronesi...
Não tem uma maneira melhor de mostrar a cena underground do que colocar OS PROPRIOS para mostrar como anda a cena \o/
Parabéns mais uma vez, Parabens ao Rodrigo...sorte e sucesso com a banda \../
Beijos!!!!

Cantarelli disse...

Boa entrevista e boas respostas do Sr. Rodrigo.
É isso aí rapaz, continue chutando bundas nesse blog!

kerry burger king disse...

É foda muito boa a banda e muitas influencias de peso s/ dúvida vai longe esse rock tb vejo isso que comentou muito idiotas apoiando covers que saco.